O suporte é consultoria de renome mundial Bain Consultants Ltd. e da Associação Italiana de bens de luxo lançado recentemente mostra que os fabricantes do mercado de luxo global denunciar o mercado de luxo tem sido completamente fora da crise financeira, mais de 172 bilhões de euros ( 254.000.000.000) do volume global de mercado em outubro do ano passado, a empresa deverá ascender a mais de 168 bilhões de euros, mas ultrapassou o Japão o segundo maior consumidor mundial de bens de luxo se tornou. No mercado mundial este ano chegará a 185 bilhões de euros, de acordo com o relatório, um novo recorde de vendas no mercado de luxo. As estatísticas mostram que o tamanho do mercado de bens de luxo de 172 bilhões de euros (254 bilhões de dólares) atingiu níveis pré-crise, em comparação com a 153 camisola Manchester City 2018 bilhões de euro é mais de 12 por cento. O consumo de bens de luxo é completamente de volta ao normal, continuar a manter taxas de crescimento elevadas. vendas do primeiro trimestre aumentou camisola Manchester City 17% em todas as suas categorias de produtos, vendas, moda, artigos de couro, relógios e jóias para levantar. Assim relatório Bain, prevista para este ano para 8 por cento do aumento significativo nas vendas de luxo como um todo, as vendas globais de bens de luxo no ano passado, mais de 185 mil milhões de camisola Manchester City euros, que chegará a 172 bilhões de euros , um novo recorde. É o segundo maior consumidor de bens de luxo, o relatório disse que, se o poder de camisola Manchester City 2017 compra da conta externa dos consumidores, depois dos Estados Unidos ultrapassou o Japão para se tornar o segundo maior consumidor de bens de luxo. bens de luxo do aeroporto e de serviço de voo vendas isentas livres de impostos de € 16 bilhões de dólares do montante total da viagem de luxo forte tendência. camisola Manchester City 2018 Review informou que as vendas camisola Manchester City 2017 de bens de luxo, o mercado camisola Manchester City 2017 dos EUA cresceu 12% na Europa, 6%, enquanto atingiu 22% na Ásia, as vendas de bens de luxo do continente aumentou em 30%. Bain espera que as vendas no Norte e América do Sul (incluindo os Estados Unidos, ainda a maior do mundo mercado de bens de luxo continua a ser), vai crescer 8 por cento este ano, as vendas no Japão devem cair por 5, enquanto%. Além disso, o crescimento das vendas ainda é o mais rápido, a taxas de câmbio constantes, as vendas de bens de luxo aumentaram 25 por cento, para 11,5 bilhões de euros são esperados para ser. Além disso, o relatório salienta a falta de espaço de varejo na Índia e na roupa tradicional indiana e decoração de interiores, é difícil entrar no mercado indiano na Europa, o que torna bens de luxo como.